O Parque Ibirapuera vai além de ser um oásis verde no meio da selva e pedras de São Paulo. Conta com atrações culturais, eventos, parques infantis, lugares para comer e é um local excelente para a prática de esportes.

Continue lendo para saber tudo que o parque tem a oferecer, com esse roteiro do Ibirapuera da Lila Coutinho, que mora em São Paulo há 8 anos e é apaixonada por museus.

Museus Parque Ibirapuera 4

Parque Ibirapuera: Como Chegar

Uma das melhores maneiras de chegar ao Parque Ibirapuera é pegando um ônibus que passe pela Avenida 23 de Maio. Diversas linhas fazem esse trajeto, então, isso não será um problema. Desça na Passarela Ciccilo Matarazzo, que dá acesso ao parque.

Outra opção é ir de metrô até a Estação Brigadeiro e andar uns 2km até a entrada do local.

Também é possível ir de carro, mas encontrar estacionamento em dias movimentados pode ser um desafio.

Parque Ibirapuera: Roteiro

Museu de Arte Contemporânea: MAC-USP

museu de arte contemporane mac usp

Com a entrada franca – catraca livre – é um dos mais importantes museus de arte contemporânea em toda a América Latina, com obras de Picasso, Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral, entre outros. Para os amantes da arte e museus, a dica é percorrer, sem pressa, os oito andares absorvendo as exposições. Não deixe de ir ao terraço do MAC e apreciar a bonita vista lá de cima!

  • Horário de atendimento: aberto todos os dias das 10hs às 18hs.
  • Mais informações: www.mac.usp.br  

 

passarela ciccilo matarazzo

Após admirar o gigante MAC, é hora de dar sequência ao passeio. Pelo caminho, a história se faz presente. Passando pela Passarela Ciccilo Matarazzo, é possível observar o efervescente tráfego da Avenida 23 de Maio. O nome refere-se à data em que quatro estudantes – Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo – foram mortos durante a Revolução Constitucionalista em 1932.

Ao atravessar a passarela e adentrar o Parque Ibirapuera, você logo avistará a famosa Fundação Bienal de São Paulo.

Fundação Bienal de São Paulo

fundação bienal são paulo

Palco da São Paulo Fashion Week e da Bienal de Arte, a fundação também é famosa pela sua arquitetura moderna, projetado por Oscar Niemeyer para o centenário da cidade de São Paulo em 1954. Além disso, sempre há exposições que possuem entrada gratuita.

  • Horário de funcionamento: terças, quartas, sextas, domingos e feriados, das 9hs às 19hs; quintas e sábados, das 9hs às 22hs.
  • Mais Informações: www.bienal.org.br  

Recomendo circular pelo prédio e observar a expressão artística do início da arquitetura moderna Brasileira e, em seguida, seguir para o MAM que encontra-se logo a frente.

Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM

O MAM é, ao mesmo tempo, um museu e um centro cultural do Parque Ibirapuera, abrigando exposições temporárias, restaurante, uma extensa biblioteca, auditório e cursos relacionados à proposta do local, como história da arte, fotografia, pintura, teatro, entre outros.

A parte externa é uma atração a parte, onde atualmente encontram-se a Maman, uma enorme aranha de bronze da artista Louise Bourgeois; e o painel d’Os Gêmeos, que trata-se de grafites criativos.

  • Horário de atendimento: terça a domingo, das 10hs às 18hs. A entrada custa R$6,00 durante a semana e é gratuita aos sábados.
  • Mais informações: www.mam.org.br  

O MAM fica em uma das extremidades da Marquise do Parque Ibirapuera, que merece uma atenção:

Marquise do Parque do Ibirapuera

marquise parque ibirapuera

A marquise fica em meio aos museus e é um espaço que serve como ligação entre vários elementos culturais. É também local de integração entre diversos coletivos, além de skatistas, patinadores e bikers.

Dando sequência ao passeio, ao lado do Museu de Arte Moderna, fica a OCA, famosa pela arquitetura de formato redondo que proporciona sorrisos.

Pavilhão Lucas Nogueira Garcez – OCA

pavilhão lucas nogueira garcez - oca

Espaço projetado por Oscar Niemeyer, a OCA sempre recebe diferentes exposições, que estão indicadas na programação mensal, no site museu. O valor da entrada depende de cada mostra. A OCA é a cara do Parque Ibirapuera e desperta, em qualquer um, a criança interior ao ver os pequenos, e os grandinhos, tentando escalar o monumento.

  • Horário de atendimento: terça a sexta-feira, das 9h às 17h. Aos sábados, domingos e feriados as visitas são feitas somente em grupo com acompanhamento de mediadores.
  • Mais informações: www.parquedoibirapuera.com/atracoes/oca

Logo em frente da OCA, não deixe de conferir o Auditório do Parque Ibirapuera!

Auditório Ibirapuera

auditório ibirapuera

Também é um projeto – o mais novo – de Niemeyer, mas que demorou 50 anos para ser finalizado. É sempre bom dar uma conferida na agenda do local que, quase sempre, é palco de festivais de música, teatro, shows e danças. O ingresso varia de acordo com a programação, podendo ser gratuito ou, muitas vezes, com um preço bem amigável.

Na outra extremidade da marquise, em oposição ao MAM, está o Museu Afro:

Museu Afro Brasil – MAB

museu afro brasil - MAB

O MAB retrata aspectos de religião, cultura, trabalho, arte e, principalmente a história das influências africanas na sociedade brasileira. Os vários setores surpreendem pela criatividade, sensibilidade e beleza das exposições. São mais de 6 mil obras em seu acervo, produzidos desde o século XVIII até os dias atuais.

  • Horário de atendimento: terça a domingo, das 10hs às 17hs, com entradas a R$6,00 e gratuidade aos sábados.
  • Mais informações: www.museuafrobrasil.org.br

Pavilhão das Culturas Brasileiras

pavilhão das culturas brasileiras

Foi projetado por Niemeyer nos anos 50 e possui um acervo com obras ligadas a diferentes culturas do povo brasileiro. Atualmente, a visitação está suspensa para obras de manutenção e restauração do prédio.

Atrás do Museu Afro, está o Planetário Ibirapuera! <3

Planetário Ibirapuera Professor Aristóteles Orsini

planetário ibirapuera professor aristóteles orsini

Queridinho dos paulistanos, o planetário foi reformado e reaberto recentemente.

  • Horário de atendimento: Fica aberto ao público nos finais de semana e feriados, com 4 sessões gratuitas por dia, com duração de 40 minutos. Cada sessão possui 320 senhas, mas é bom chegar cedo para garantir o passeio. Os horários são às 10h, 12h, 15h e 17h.
  • Mais informações: www.parqueibirapuera.org

Ao lado, dê um pulo no Pavilhão Japonês dentro do Parque Ibirapuera!

Pavilhão Japonês

pavilhão japonês

Não poderia faltar em São Paulo, cidade que possui a maior colônia japonesa fora do Japão. Localizado ao lado do Planetário, sua construção possui a estrutura da tradicional arquitetura japonesa, inspirado no palácio Katsura, em Quioto.

Além disso, conta com uma exposição permanente da memória e cultura japonesa, com diferentes objetos artísticos. O agradável jardim repleto de plantas e árvores típicas – devidamente identificados com nome científico e país de origem – parece uma verdadeira viagem. Também há um lago repleto de carpas que podem ser alimentadas pelos visitantes.

Lago das Garças 

gramado parque ibirapuera

Para finalizar de forma agradável e prazerosa, vá até o Lago das Garças, que fica atrás do Pavilhão Japonês. Quem sabe até curtir um piquenique após o dia longo e cheio de atividades no Ibirapuera!

  • Dica: divida o passeio em dois ou três dias, se você possuir esse tempo. Assim é possível aproveitar todas as atrações com calma e sem pressa. Os museus são grandes e cheios de arte e história para admirar, o que pode fazer com que apenas um museu leve uma manhã inteira para visitar.

Além disso, você não vai querer deixar o Parque do Ibirapuera sem aproveitar aquele espaço verde enorme para fazer uma caminhada ou curtir um tempinho ao ar livre e fresco que o espaço oferece em meio a cidade grande. Aproveite!  

Você já conhece o Ibirapuera e tem outras dicas para nos passar? Não deixe de escrever nos comentários!

Autor

Editora no Local Planet e na agência Enlink, a Amanda é formada em Publicidade e também é fotógrafa. Ama livros, pipoca e é maluca por pugs! Vive em Foz do Iguaçu e já morou em Curitiba também.

Escreva um comentário