Fizemos uma viagem de carro durante 6 meses pela América do Sul. Para fazer isso, queríamos trocar a Mitsubishi TR4 que tínhamos por uma camionete.

Nosso principal pré requisito era ter espaço suficiente para fazer uma “casinha” dentro, com direito a cama de casal e espaços de armazenamento – já que o plano era morarmos dentro do carro durante a viagem.

Checklist para Escolha de Carro para Viagens Longas

Estávamos considerando os seguintes modelos: Defender da Land Rover, uma Hilux SW4 da Toyota e uma Nissan Xterra, que acabou sendo a nossa escolha.

Continue lendo para ver os critérios de seleção que usamos!

1. Diesel ou gasolina?

Nós optamos por motor a diesel e ressaltamos o lado bom e ruim de nossa escolha:

  • Pontos positivos: tem mais força em velocidade baixa, consumo mais baixo de combustível, motor mais robusto e durável, também facilidade em encontrar bons mecânicos na estrada – já que caminhões são a diesel
  • Pontos negativos: preço do carro costuma ser mais caro,maior produção de poluição, barulho dentro da cabine é mais alto (porém logo nos acostumamos), dificuldade em dar partida no frio e altitude.

Sobre esse último ponto vale dizer que levamos a camionete ao extremo, pegando altitudes acima de 5.000 m e temperaturas abaixo de zero. Foi difícil dar partida inúmeras vezes e tivemos problema no alternador a cada 2 meses, mais ou menos. Mas mesmo com esses perrengues, o carro não nos deixou na mão.

Nossa brava camionete a diesel em condições extremas

2. Tração 4×4, necessário ou não?

Posso dizer que na grande maioria das vezes, mesmo em viagens mais duras, o 4×4 não é imprescindível.  

Contudo te oferece mais confiança em terrenos desconhecidos, sobretudo quando resolver entrar naquela quebrada sem saber exatamente o que vai encontrar.

Como tínhamos tração 4×4, embarcamos com nossa camper na subida do vulcão Lazcar no Deserto do Atacama, a 5.000 m de altitude

Na maioria das vezes um 4×2 seria o suficiente, podendo estacionar o carro quando encrencar demais e seguir caminhando.

Bons pneus com perfil off-road podem ser uma saída para compensar um pouco a inexistência de tração nas 4 rodas, se for o caso.

3. Vai dormir no carro? Melhor dentro dele ou fora com barraca?

Depois da nossa experiência morando 6 meses em nosso carro, a gente recomenda muito ter espaço para dormir.

Além de ser bastante econômico, é muito prático também! Ter a liberdade de ficar em camping ou estacionar em local seguro e ter a sua cama, com seus travesseiros e roupa de cama é muito bom.

Nós optamos por dormir dentro, porque achamos que seria mais discreto e seguro (uma barraca no teto parece chamar muita atenção, na nossa opinião). Achamos que para a gente dormir dentro foi a escolha certa, porque dormimos várias vezes em locais públicos, como postos de gasolina por todo caminho e até no estacionamento de um aeroporto na Bolívia, e nos sentimos tranquilos.

Nossa cama dentro da camper, optamos assim por ser mais discreto e seguro.

Um ponto negativo da nossa escolha e de termos escolhido uma camionete ao invés de uma van, foi abrir mão de ter espaço interno para a “cozinha” ou “sala” em dias frios – que foram muitos em todo altiplano da América do Sul. Mesmo assim curtimos demais viajar de camionete/camper e não teríamos feito uma escolha diferente.

  • Contamos da nossa experiência, na tentativa de ajudar nesse quesito, que na verdade é bem pessoal.

Conversão da nossa camionete Xterra em camper, com gavetões para cozinha e roupas

4. Novo ou usado?

Talvez por insegurança muitas pessoas acabam optando por comprar um modelo simples novo ao invés de um robusto e usado.

Só que tomando os cuidados certos, comprar um usado pode valer bastante a pena. A nossa Xterra, por exemplo, compramos usada e pagamos um valor similar ao de um carro popular novo.

Por outro lado, conhecemos na estrada um casal da Nova Zelândia que comprou uma camionete usada no Chile e estavam tendo problemas durante toda a viagem. Portanto…

Se optar por comprar um carro usado, tome cuidados extras:

  • Ao comprar um carro usado, não deixe de realizar vistoria em empresas especializada. Assim você minimiza os riscos de comprar um carro que já sofreu um acidente grave
  • Indispensável também levar o carro em um mecânico de confiança, para levantar o veículo e olhar por baixo, avaliar o motor – nem que você pague por isso. Quanto mais rodado o carro, mais atenção é necessária

A nossa Xterra é ano 2005 e já tinha 180.000 Km rodados quando compramos. Tomamos todos esses cuidados e fizemos revisão e troca de peças super caprichada depois da compra.

Os cuidados valeram a pena, pois rodamos por 20.000 Km em nossa viagem de 6 meses com tranquilidade!

5. Busque por carro com mecânica simples

Carros com muitos eletrônicos ou mecânicas mais complexas podem exigir mão de obra mais especializadas, que podem ser difíceis de encontrar em cidades pequenas.

Isso sem falar que o custo da manutenção tende a ser mais barato em mecânica simples e encontrar peças de reposição também.

Em oficina mecânica no norte da Argentina

6. Pesquise sobre peças de reposição

Priorize facilidade em encontrar as peças de reposição nos locais por onde irá passar na viagem. Basta pesquisar na Internet, conversar com mecânicos ou os próprios vendedores em lojas de autopeças para levantar essa informação.

Modelos e marcas difíceis de encontrar vão exigir que você compre e leve peças de sua cidade.

7. Peça opinião de proprietários do carro

Conversar com outros proprietários do mesmo modelo de carro também pode ajudar.

Sites como Webmotors possuem classificação de desempenho de veículos, onde proprietários os avaliam.

Pode parecer óbvio, mas importante ressaltar: antes de partir para uma viagem longa, teste o carro escolhido em uma curta antes, para ter certeza que pode confiar.

8. Coloque o pé na estrada!

Viajando pela América do Sul vimos pessoas a bordo dos mais variados veículos:

  • Kombis
  • Jeeps
  • Motorhomes
  • Pick ups adaptadas
  • Motos, Bicicletas e até de Vespa!

Mais viajantes e seus carros, para te inspirar a cair na estrada também:

Kombi de amigos da Argentina e Chile, que viajam com filho de 4 anos (projeto Vivir para Viajar en Kombi).

Nós do Local Planet com família argentina Los Carrascos. Converteram uma van em motorhome e o objetivo deles é chegar ao Alasca, rodando por 3 anos.

Toyota Land Cruiser mega equipada (pronta para qualquer rally) de amigos austríacos, com cama de solteiro dentro e outra em cima, com Air Top.

Pickup com camper em cima, de casal alemão que já estava viajando há 1 ano pela América do Sul. Nos conhecemos nesse camping na Bolívia.

Toyota Land Cruiser adaptada e com a camper mais sagaz que vimos na viagem! Eles são da França e estão curtindo a aposentadoria viajando pela América do Sul e praticando fotografia amadora

Quer se aventurar além da viagem de carro? A bordo de uma Vespa, esse casal da Colômbia estava na estrada há 9 meses quando os conhecemos em Uyuni (projeto Callejeros Sudamerica)

Ou então fazer uma viagem de bicicleta, como esse casal da França? Tudo é possível (:

[new_testimonials main_style=”style-3″ main_layout=”layout-1″ description=”Então vale a pena pesquisar e planejar, mas o mais importante mesmo é partir!” title_font_options=”tag:div|color:%23ffffff” subtitle_font_options=”tag:div” author=”Local Planet” bg_color=”#dd9933″]

Curtiu o checklist? Compartilhe nas redes sociais!

Autor

Oi! Sou co-fundadora do Local Planet e diretora da Enlink, agência de marketing digital. Nascida e criada em Foz do Iguaçu - PR, pratico escalada em rocha e corrida de rua, sou DJ no Brothas N Sista, fã de alimentação saudável e programações culturais.